Avisos

– Todos os sábados temos encontro do Grupo de Jovens Resgate às 19 hrs na Comunidade Sta Emília.

– Nosso Aprofundamento acontecerá nos dias 26,27 e 28 de outubro no valor de R$ 50,00. Fichas já estão disponíveis com os Coordenadores do TLC.

– Instituição de Coroinhas,  Marianinha e Acólito, dia 2  de setembro na Matriz Sta Emília às 18 hrs.

– Reunião do T.L.C acontecerá neste Domingo, 01/09 às 15 hrs.

Equipe PasCom

Anúncios

Vocação dos Ministros Não Ordenados: Membros do Corpo de Cristo

O Concílio Vaticano II, na Constituição Dogmática Lumen Gentium, em suas referências sobre os cristãos leigos e leigas, comunga dos pensamentos do apóstolo Paulo ao afirmar: “pelo batismo foram incorporados a Cristo,constituídos no povo de Deus e a seu modo feitos partícipes do múnus sacerdotal, profético e régio de Cristo,pelo que exercem sua parte na missão de todo o povo cristão na Igreja e no mundo”(LG31).Em sua Carta aos Coríntios,Paulo compara os leigos e leigas a um imenso corpo no Espírito Santo,ou seja,temos uma unidade na diversidade de dons, personalidade, forças e necessidades.

Em seu número 33, a Lumen Genti um destaca: “os leigos são congregados no povo de Deus e constituídos num só corpo de Cristo sob uma só cabeça”. E nesta comunhão,tendo Cristo como centro de harmonia,somos chamados a partilhar nossa vocação através da colaboração para o bem comum,onde cada um com seus dons é convocado a reparti-los com os demais membros deste corpo,principalmente com os mais fracos.

Assim, em nossas comunidades, iluminados pela Palavra de Deus e com olhos no dia a dia da comunidade, precisamos promover a comunhão por intermédio do acolhimento de todos, até mesmo dos mais desanimados, bem como no empenho da promoção humana e social. Enfim,temos que ter a coragem de romper com antigas estruturas,reconhecendo a variedade de carismas,reconhecendo a corresponsabilidade e igualdade de todos os membros da comunidade,afinal, “vós todos sois o corpo de Cristo e,individualmente, sois membros desse corpo” (1Cor12,27).

Equipe PasCom

Dia Nacional do Catequista


“Antes de formar você no ventre de sua mãe, eu conheci; antes que você fosse dado à luz, eu consagrei, para fazer de você profeta das nações” (Jr1,5)

 

Celebramos no dia 26 de agosto, o Dia Nacional do Catequista, como toda vocação uma resposta de amor ao pai que nos chama a viver como exemplo de Cristo, lançando nossas redes ao mar e anunciando a Boa Nova pelo mundo.

O catequista é uma pessoa que ama viver e se sente realizada. Que assume seu chamado com entusiasmo e como realização de sua vocação bastimal. Compromete sua vida em beneficio de mais vida para seu próximo. (DNC, 262)

Deus tem um sonho para cada um de nós e uma alegria em ter-nos buscando-o cada dia mais. Deus nos chama, nos convida ao serviço, à doação, à fraternidade. Concedeu-nos a vocação da vida, a ser pessoa, a vocação cristã, guiando-nos ao seguimento de Jesus, a vivermos nosso Batismo como membros ativos da comunidade e testemunhas de seu Reino. E nos chama a uma vocação especifica, que é onde ele nos quer atuando.

Impulsionado por esse chamado, sois Catequista do Senhor, anuncias a Boa Nova aos outros, convida aqueles deprimidos pelo mundo, resgata crianças desiludidas, jovens sem esperança e, pela ação do Espírito de Deus, sois exemplo para eles. Vós catequistas formam cristão!

O Senhor vos chamou para que anunciassem a Palavra, testemunhassem os valores do Reino de Deus e para serem porta-vozes da mensagem. Esquecendo o ego humano e focando no projeto de evangelização iniciado com os apóstolos.

A figura do catequista é importante na caminhada cristã, quem nunca teve um catequista? E como não lembrar com carinho dessa figura? Quem nunca imitou seu catequista? Ou quis ser igual a ele?  Aquele que te aconselhou e te mostrou um Jesus que você nem sabia existir.

Aos olhos dos pequeninos, dos tais “aborrescentes” e até de crescidos adultos, vos sois figura de formação, são teus passos que ele analisa, é tua conduta que ele vigia. Afinal, sois o elo que o liga a figura de Jesus, e por meio de vos que essa criança, esse adolescente ou esse adulto conhecem a Jesus Cristo e seu sacrifício de amor.

Por isso, damos graças a vocês catequistas – anunciadores da Boa Nova – corajosos e fiéis discípulos do Senhor, que o Pai continue derramando sua benção sobre vós, instrumento da evangelização cristã.

“Mesmo sendo tão pequeno/ Me deste autoridade/ De em seu nome anunciar/ A paz e a liberdade/ Aonde mandar eu irei /Seu amor eu não posso ocultar/ Quero anunciar para o mundo ouvir/ Que Jesus é o nosso Salvador.”

Ana Lima

Equipe PasCom

21º Domingo do Tempo Comum – Vocação dos ministros não ordenados (leigos e leigas)

Caríssimos irmãos e irmãs, celebrando o último domingo do mês vocacional a Igreja nos convida a rezar pela vocação dos cristãos leigos e leigas, que assumem diversos ministérios em nossa comunidade.

Os leigos compõem a maior parte da Igreja e têm a missão de testemunhar e difundir o Evangelho. Eles iluminam e ordenam as realidades temporais segundo o projeto de Jesus Cristo. São chamados à santidade e ao apostolado.

Que o Senhor da messe continue chamando homens e mulheres comprometidos com implantação do Reino.

 

Primeira leitura – Js 24,1-2a.15-17.18b

Segunda leitura – Ef 5,21-32

Salmo – Sl 33

Evangelho – Jo 6,60-69

Avisos

– Todos os sábados temos encontro do Grupo de Jovens Resgate às 19 hrs na Comunidade Sta Emília.

– Nosso Aprofundamento acontecerá nos dias 26,27 e 28 de outubro no valor de R$ 50,00. Fichas já estão disponíveis com os Coordenadores do TLC.

– Mês Vocacional: Missa do Catequista neste sábado, 25/08 às 15 hrs, por conta disso não haverá Crisma e Perseverança.

– A Feira Vocacional 2012 acontecerá neste Domingo, dia 26/08 às 15 hrs.

Equipe PasCom

Testemunho Vocacional – Madre Maria Josefa Rossello

“O coração a Deus e as mãos ao trabalho”, este era o lema que orientou a vida de Madre Maria Josefa Rossello (1811-1880), conhecida como a Santa do coração grande, por conta de sua misericórdia para com os mais pobres. Benedita Rossello, nome de Madre Josefa antes de sua consagração religiosa, era filha de ceramistas que viviam em Albisola Marina, Itália. Ainda jovem começou a trabalhar em uma cidade chamada Savona e sofreu pela morte de seus pais e de alguns irmãos. Mas não desanimava e repetia para si mesma: “Tenho só um desejo: crescer no amor a Deus, ser útil ao meu próximo e chegará santidade”.

Os meios para alcançar essa meta surgiram quando o bispo de Savona, Dom Agostinho de Mari, após ter percebido o abandono das crianças, adolescentes e jovens nas ruas de sua cidade, começou a procurar alguma pessoa misericordiosa que pudesse acolher as meninas desamparadas de seu povo.

O bispo encontrou em Benedita Rossello esta pessoa inteiramente disponível a doar-se a Deus, ajudando as pessoas a conhecê-lo e a amá-lo. A ela foi confiada à educação das jovens.

Em1837, sentindo que deveria empenhar toda a sua vida na busca da configuração com Cristo misericordioso e, como Maria, mãe da misericórdia, acolher e irradiar esta misericórdia a todos, principalmente aos mais pobres e necessitados, Benedita consagrou-se a Deus, juntamente com outras três companheiras. Ela recebeu o nome de Irmã Maria Josefa Rossello, e fundou uma comunidade religiosa, chamada Instituto de Nossa Senhora da Misericórdia.

Atualmente este Instituto continua se dedicando em diversos países, incluindo o Brasil, para manifestar os mistérios da misericórdia, por meio de ações concretas, nas áreas da educação e saúde, atuando junto aos jovens, às famílias, aos menores carentes e ao serviço de animação vocacional.

Equipe PasCom

Consagrados e Consagradas – Testemunhas da Boa Nova do Reino

Quem são as irmãs e irmãos de vida consagrada?

As congregações, institutos, sociedades de vida apostólica e novas formas de vida consagrada constituem o Corpo místico de Cristo; por sua natureza definitiva, incondicionada e apaixonada de total adesão a Deus. Os consagrados e consagradas testemunham o fascínio da amizade com Jesus e a alegria que brota do amor por Ele. Na contemplação e na atividade, na solidão e na fraternidade, no serviço aos pobres e aos últimos, no acompanhamento pessoal e nos areópagos modernos, estão prontos para proclamar e testemunhar que Deus é amor, e como é agradável amá-lo. Fazem isso porque ouvem as palavras de Jesus, como Maria (cf.Lc10, 39).

Os votos, ou conselhos evangélicos, de castidade, pobreza e obediência, são sinais visíveis de uma realidade futura, mas já presente e real em nosso meio. Não é um sonho impossível, mas uma das expressões do Reino de Deus na história. O carisma da vida consagrada é um dom para a Igreja e um sinal para o mundo. Não é fuga de uma realidade, mas compromisso como mundo. Enfatiza o contraste entre os valores do Evangelho como valor materialista da sociedade.

Ao renunciar em tudo para seguir Cristo, o consagrado e consagrado dão o que possuem de mais precioso, enfrentando qualquer sacrifício, para seguir os passos do Mestre e se tornam sinal de contradição, pelo simples modo de pensar e viver muitas vezes em contraste com a lógica do mundo veiculada, principalmente, nos meios de comunicação social.

Os consagrados e as consagradas não se distinguem por sua ação, mas pela existência vivida na radicalidade dos conselhos evangélicos; por conviverem em fraternidade com pessoas diferentes idade, nação, personalidade. Eles criam novo jeito de estar no meio do povo, adotam uma postura de compaixão, paciência, presença, modéstia, flexibilidade, misericórdia e criatividade. Amamos pobres, não por serem pobres, mas por serem pessoas humanas, “preferidas do Pai”, mas excluídas na sociedade. Vivendo assim, na gratuidade do amor,testemunham que Deus chama todos os cristãos e cristãs a uma vida profética e missionária,fazendo novas todas as relações,fazendo novas todas as coisas,a exemplo de Deus que diz: “Eis que faço novas todas as coisas!”(Ap21,5).

Equipe PasCom

Celebração Eucarística Assunção de Nossa Senhora – Vocação a vida Religiosa

Rezemos hoje pela vocação a vida consagrada. A vida consagrada é um dom do Pai, por meio do Espírito, à sua Igreja. Ela se expressa na vida monástica, ordem das virgens, eremitas, viúvas, vida contemplativa, vida religiosa apostólica, institutos seculares e sociedades devida apostólica.

A vida consagrada é chamada a ser especialista em comunhão, no interior tanto da Igreja quanto da sociedade.

A vida e a missão dos consagrados devem estar inseridas na Igreja particular e em comunhão como bispo.

Primeira leitura – Ap 11,19a; 12,1.3-6a.10ab
Segunda leitura – 1Cor 15,20-27a
Salmo – Sl 44
Evangelho – Lc 1,39-56

Equipe PasCom

O TRABALHO, RECURSO E O DESAFIO PARA FAMÍLIA

Mais um dia da semana da família, iniciou com o Santo Terço e após um animado louvor unindo a todos ao amor de Deus. Convidados a falar do tema Trabalho: Recurso e desafio para a família, o casal Rivaldo e Luciana Emmerich iniciaram falando que devemos ser instrumento da palavra de Deus e levar para quem precisar.

Após breve leitura de Genesis 2, 15 Deus nos fala sobre o fruto proibido, a criação do homem e da mulher. Deus elaborou o mundo que temos e o único pedido foi cultivar e cuidar do que foi dado e esta é tarefa de todos nos. Deus dá todos os recursos para viver só que o homem come o fruto proibido inserindo assim o pecado, sendo assim todos nascem com o pecado que é retirado no batismo.

Diante do pecado de Adão e Eva a determinação de Deus é que desfrute de tudo que ele criou mas precisara então de esforço para obter, paralelo a criação do mundo pensamos na historia da humanidade onde lembramos da escravidão, os escravos precisavam trabalhar mas sem retorno financeiro. Mais a diante a Idade Média onde a igreja é mais questionada pela maneira como a sociedade é organizada, caracterizando como uma igreja opressora e dominadora. Com chegada da revolução industrial, o surgimento das máquinas e a inserção do homem do campo na indústria sendo determinado que o homem é o centro da família.

Trazendo para os dias atuais é necessário entender que o trabalho é fonte de renda e recursos para a família, para dar sustento para os membros no entanto essa administração deve ser feita de forma justa e democrática, ensinar aos filhos o valor do dinheiro e incluí-los nas decisões familiares.

Ao final, Didio partilhou o testemunho da vida dele, contou a todos que teve uma infância difícil desde cedo criou independência e responsabilidade e da mesma forma mostra para o filho a importância de ser responsável. Em quanto família, Didio destaca que é preciso planejamento, amor e estrutura para iniciar um matrimonio e constituir uma família. O plano de Deus para as famílias é muito grande e o modelo ideal de família que é sonhado por Deus.

O trabalho como meio de dignificação e crescimento como pessoas humana que somos, torna-nos seres mais repletos de sabedoria e caridade, já o trabalho apenas como meio de custear futilidades nos afastam da vontade de Deus e nos fazem machucar o coração misericordioso do Pai.

Adriana Monteiro

A Semana Nacional da Família ainda não acabou, hoje temos o tema: “A festa, tempo para família, para o senhor e para a comunidade” às 19 hrs na Comunidade Sta Emilia.

Contamos com vocês!

Equipe PasCom

Avisos

– A Romaria para Aparecida ocorrerá neste domingo, dia 19/08, saída marcada para 00h00.

– Todos os sábados temos encontro do Grupo de Jovens Resgate às 19 hrs na Comunidade Sta Emília.

– O encerramento da Semana Nacional da Família será neste sábado às 18hrs com a Santa Missa na Comunidade do Senhor Bom Jesus.

 

Equipe PasCom