Passeio Ibirapuera – Grupo de Jovens

Promovido pelo Grupo Jovens, no dia 05/02 acontecerá um passeio ao Ibirapuera logo após a missa das 7 hrs.As pessoas que vão terão que levar o dinheiro da passagem e o lanche.

Grupo de Jovens Resgate acontece todos os sábados às 19 hrs na comunidade Santa Emília.Participem e Divulguém!

Anúncios

Acolher o próximo, acolher a Cruz de Cristo!

Imagem

Em 2Rs 4,8-16, encontramos a narração de uma história edificante que demonstra que a hospitalidade dada ao justo se torna benção. Ao receber Eliseu, Sunamita enxerga nele um homem de Deus, um consagrado, um santo. Deus a abençoa manifestando-se doador da vida ao lhe prometer por meio do profeta um filho.

Junto ao tema da hospitalidade, Jesus deixa claro aos seus ouvintes as condições para segui-lo: desprendimento, cruz, disponibilidade total (Cf. Mt 10,37-42).

Embora pareçam distintos os dois temas: acolhimento e condições para seguir Jesus, eles estão estreitamente ligados.

Jesus nos fala de uma disponibilidade que vai até o martírio se for preciso: “Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim, não é digno de mim. Quem ama seu filho ou sua filha mais do que a mim, não é digno de mim. Quem não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim. Quem procura conservar a sua vida, vai perdê-la. E quem perde a sua vida por causa de mim, vai encontrá-la”. (Mt 10,37-39).

Diante desta exigência de Jesus encontramos dentro de nós um conflito entre o sim às exigências da graça de Deus e aos apelos do Espírito Santo e o não às seduções da carne, ao nosso egoísmo e comodismo.

Neste conflito se encontra o “carregar a cruz ao seguir Jesus”. Tomar a Cruz significa desapegar-se da própria vida para que a obra de Cristo e o Evangelho aconteçam. Tomar a Cruz também é sofrer, mas não é só isso, tomar a Cruz é abrir-se aos apelos da graça de Deus, tomar a Cruz é comprometer-se, é acolher esta graça em nossas vidas. Quem toma a sua cruz com este consciência vê a graça de Deus passar e ficar em sua vida.

O sofrimento faz parte do cultivo da nossa fé, porque para seguir Jesus é preciso passar pelo caminho estreito, neste caminho não passa muita coisa, só nós mesmos, por isso é preciso deixar para trás os nossos conceitos, achismos e desculpas que damos durante a vida a fim de justificar a nossa ausência e compromisso na obra de Cristo, para que ao percorrer este caminho possamos chegar à vida e sermos como Eliseu doadores de vida, lembrando que só quem tiver perdido a vida por Cristo a encontrará.

Talvez hoje este “perder a vida” não seja mais o martírio do corpo, mas, para aqueles que se colocam no serviço do anúncio do Evangelho das mais diversas formas é o martírio do coração e da vontade.

Há épocas em que servimos com vontade, há épocas que parece que estamos fazendo por obrigação. Deus não precisa de favores ou que nós cumpramos obrigações, Ele precisa de entrega, de compromisso, de disponibilidade.

Por sermos humanos, cheios de vontades e vaidades, para seguirmos o Cristo de modo eficaz teremos de martirizar o nosso coração, a nossa vontade e a nossa vaidade para não deixarmos a graça de Deus passar de modo que ela não fique em nossas vidas.

Isto é aceitar a Cruz!

Jesus ainda nos fala do acolhimento ao outro, ao próximo. Quem acolhe a graça de Deus, no seguimento a Jesus, o acolhendo também, acolhe o outro e mantém vivo o pedido de Jesus de amar-nos uns aos outros como Ele nos amou.

Quem acolhe o outro, acolhe a Cristo. Estamos falando de um acolhimento universal, o mesmo da Cruz que se traduz em um amor generoso e sem fronteiras. Acolher, sobretudo aqueles que não podem retribuir, assim como o Senhor fez conosco.

Quem pode retribuir o acolhimento de Jesus na Cruz? Tudo que fizermos será pouco diante do preço que foi pago para nos salvar.

Este acolhimento nos convida á renúncia, à disponibilidade, à gratuidade – condições para seguir Jesus, que devem abrir os nossos olhos para que possamos encontrar no outro, o próprio Cristo que não tem onde reclinar a cabeça (Cf. Mt 8,18-20), que tem fome, sede, é peregrino, está nu, é prisioneiro e bate à nossa porta e nos pede hospitalidade e auxílio (Cf. Mt 25,31-46).

Isto também é pegar a Cruz e seguir a Cristo!

Pelo Batismo fomos chamados a tornar Cristo presente no mundo. Ao acolhermos uns aos outros recebemos da parte de Deus a recompensa: “Quem vos recebe, a mim recebe; e quem me recebe, recebe aquele que me enviou. Quem recebe um profeta, por ser profeta, receberá a recompensa de profeta. E quem recebe um justo, por ser justo, receberá a recompensa de justo. Quem der, ainda que seja apenas um copo de água fresca, a um desses pequeninos, por ser meu discípulo, em verdade vos digo: não perderá a sua recompensa”. (Mt 25,40-42).

No Batismo descemos com Cristo ao sepulcro e com Ele ressuscitamos. Com Cristo estamos mortos para o pecado a fim de viver para Deus como filhos legítimos. Ao sermos inseridos em Cristo, morremos ao pecado, ao egoísmo, às seduções da carne, ressuscitamos para uma vida nova aberta à sua graça; vida que deve ser trilhada no seguimento de seus passos, levando a nossa cruz de cada dia, dispostos a colaborar com a sua obra e reconhecendo nos irmãos sua Imagem e Semelhança.

“Esta comunidade não acolhe só os conhecidos, amigos, parentes, mas nos une a todos como irmãos. Ao trocarmos o gesto de paz, manifestemos uns aos outros a alegria de tê-los aceitado como nossos amigos e de termos sido aceitos por eles. Cristo, presente no meio de nós, nos introduz na casa do Pai para formarmos com Ele uma só família”. (Missal Dominical, p.735)

Sem. Rodolfo Marinho de Sousa


Semana de evangelização – Camila e Henrique – Oração na família

Olá pessoal!

Nesta sexta-feira começamos com o Santo-terço meditando os mistérios dolorosos.

Junto com os nossos animadores pedimos a presença do Espírito Santo, motivados a declararmos que podemos ser novas pessoas por esse Espírito. Logo em seguida fomos convidados a louvar a Deus com toda nossa alegria!

Na palavra de Eclesiástico 2,fomos convidados a refletir sobre paciência,provações.Que todos nós necessitamos estar em Deus esperando as coisas mudarem na nossa vida com paciência,mantendo os joelhos dobrados.E você irmão?Convido a você a ler essa passagem e refletir sobre sua vida,sua família.No serviço de Deus,sempre estaremos sendo provados e é preciso que seu coração seja sempre orante,preparado.

Logo após fomos motivados a pedir mais uma vez o Espírito Santo, agora pedindo para Ele incendiar o nosso ser, para podermos ser novas pessoas, perdoar os nossos irmãos e deixar sempre o nosso coração aberto.

Com a presença de Camila Perrucini e seu Marido Henrique fomos motivados a refletir sobre a oração na família.A família é um sonho de Deus desde o princípio(Gn2,24).Existem pessoas que são levadas por conceito do mundo dizendo a família é um projeto falido!E pelas coisas que estão acontecendo hoje,as coisas que as destroem seria até mais fácil concordar com isso,mas não!A família não é falida pois ela é um  sonho de Deus!

Na passagem de São Mateus 7,versículo 24-27 Jesus fala sobre família.Vamos juntos interpretar essa passagem caro leitor.Conta-se que uma casa foi construída sobre a rocha e uma sobre areia.Em meio as chuvas,e ventos fortes a casa que estava sobre a rocha permaneceu e a da areia não.Agora pense isso nos dias de hoje na sua família.A rocha é Jesus.A sua casa está constituída em cima da rocha?A sua casa tem a proteção de não cair sobre as tribulações dessa vida?É preciso caro leitor,construir nossas famílias sobre a rocha,não deixe que Satanás entre e a destrua como na casa do versículo 27.O inimigo tem como função Matar,roubar e destruir(João 10,10),e se a sua casa não estiver sobre Jesus ele entra.O Espírito de Deus é fogo para queimar o demônio!

A família precisa de tempo para se juntar e rezar unida.É o que não acontece,pra provar isso que eu estou afirmando,é só você observar essas famílias modernas,que cada membro mal se fala,almoça cada um no seu canto,vive cada um no seu mundo!Os pais tem como dever a instrução dos filhos na vida orante.E se você é pai/mãe e seus filhos já estão grandes,e você vivem como pessoas desconhecidas mas quer que isso mude,eu digo uma coisa: Não é fácil!Será necessário você permanecer firme em suas orações,e nas suas provações.O Reino dos Céus não é uma conquista fácil.

Finalizando aqui,vou deixar você refletir e pensar que daqui pra frente será necessário agir mais e orar mais.João Paulo II dizia que “Família que reza unida,permanece unida”Como está a sua família?Como está a sua relação com ela?Está disposto(a) a lutar daqui pra frente?Você se une a ela pra agradecer a Deus? ,se não,você começará a se unir agora?

 Logo depois tivemos adoração, Jesus diante de nós olhando nos nossos olhos nos chamando pelo nome!Momento único e especial em nosso meio. Se você perdeu ontem não terá problema,mantenha na sua vida,dias orantes.

Hoje,teremos celebração com o Seminarista Rodolfo Marinho às 18hrs e após o Grupo de Jovens Resgate dará continuidade ao encontro.

Participe e traga sua família!

Semana de evangelização- Não cometerás adultério – Flávio

Olá povo abençoado de Deus!

Nesta noite de quinta-feira,foi uma noite de graças.Meditamos com o Santo terço,os mistérios luminosos e que no manto da Virgem Santíssima permaneça sempre as nossas famílias e com a sombra do Altíssimo nos fortalecendo,pedindo o fogo do céu para resistirmos ao pecado e para que desde aqui da Terra possamos experimentar o céu e viver daqui e mandarmos nossos tijolos e construir nossa morada Lá.

E com os nossos animadores refletiamos o seguinte sobre uma das cartas de São Paulo:”Creia em Jesus Cristo que tu e tua família será salva,mesmo que tua família não te acompanhe na oração e não crê,que você creia por eles e O ame,pois só assim será salva por ti homem/mulher de Deus!!Entregue tudo para Deus, pois Ele quer resolver,basta você confiar e depositar nas mãos Dele.”

Com o ministério de música,nos incentivaram de como é bom nos encontrarmos e dizer que acima das dificuldades é uma maravilha ser um filho de Deus e que Ele te ama,querido(a) amigo(a) acima de qualquer sofrimento.Louve  a Deus pois só por você estar vivo e o céu inteiro fica em festa,pois é mais um dia que você terá a oportunidade de recomeçar,de lutar e de se reconstituir.

E com o nosso querido Flávio fomos convidados a refletir sobre o tema de “Não cometerás adultério”(EX 20,14).Você meu irmão,como está sendo a palavra AMOR na sua vida?Como você vivencia? O amor que São Paulo nos diz na Primeira Carta aos Coríntios 13,versículos de 4 a 5:”[…]O amor é paciente,o amor é prestativo,não é invejoso,não se ostenta,não se incha de orgulho,não faz inconveniente,não procura seu próprio interesse,não se irrita,não guarda rancor[…]”Diante dessa definição,você tem distorcido o real siginificado do amor?

Se você quer ser uma grande pessoa, espera no Senhor,se você tem o desejo de que esse ano seja diferente,faça um novo começo para fazer certo e fazer a diferença irmã(o)!!!

Amor tem sim suas cruzes,mas o amor não pode tirar dignidade,pois o AMOR não faz isso.É preciso sabermos o que está sendo o amor em nós.Somos católicos,o próprio Deus é amor= aquele que edifica,não destrói!!

É necessário tirar tudo aquilo que é velho em nós, os velhos conceitos errados.Antes de procurarmos um relacionamento( seja o que for,amizade,namoro…) é necessário nos amar primeiro e fazer em nós e em nossa casa uma mudança.E você sabe me dizer onde está mudança??? Se você me respondeu que está em você, acertou!!

É Necessário sermos puros em nossas amizades, o Catecismo mesmo nos diz para termos castidade na amizade,sabermos abraçar sem malícia,ver o outro sem segundas intenções.Poder dizer um “eu te amo” de forma amiga,me entende amigo(a)?Ser um verdadeiro amigo(a)!!!

Na palavra I Samuel18,1-3,refletíamos sobre a amizade de Davi e Jônatas,e como é bonito de se ver que eles seguiam o maior mandamento de Deus:“Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”

É necessário também ter um namoro casto e santo!Um relacionamento verdadeiro!Flávio citou uma frase que um amigo seu diz “Um verdadeiro soldado não se prova no acampamento, mas no campo de batalha”. O namoro é um treinamento,se as coisas só dão errado nele,tenta imaginar caro leitor,o que pode acontecer futuramente em um noivado,casamento…!!!

Outra questão levantada foi a do “ficar”.No vocabulário cristão essa palavra não existe!Nem é necessário estender muito sobre esse assunto,a partir do momento que desrespeitamos o nosso templo que é nosso corpo,desrespeitamos a Deus.

Não tenha medo de como o mundo te coloca diante da sua castidade.Pense que para Deus você estará sendo um(a)  grande homem/mulher!

Deus te abençoe!

( Aline de Oliveira)

Hoje tem mais pessoal a partir das 19 hrs com o Santo terço,louvor e pregação com o tema“A família cristã é o primeiro lugar da educação para oração.” CIC 2694,com a participação de Camila Perrucini e seu marido Henrique Romera.

Teremos também adoração!
Venha e traga a sua família,Deus espera por vocês!

Semana de evangelização – Participação na vida social – Chiquinho

Começamos nesta quarta-feira com o Santo terço meditando os mistérios gloriosos,pois Cristo vivo está em nosso meio e clamamos o Espírito que o Senhor prometeu para incendiar a nossa alma,e com a nossa acolhida animadora nos fez refletir a passagem de São Lucas 6,versículo 47-49;e na reflexão gostaria de passar para você que está lendo agora:Como está sendo edificada a sua casa?Quantas vezes nos deixamos abalar pelas dificuldades e os defeitos daqueles que constituem o lar,muitas vezes a nossa casa é desmoronada por tantas coisas,mas lembre-se que além de tantas coisas que podemos levar para melhorar é a busca de Deus e que se nós não tivermos garra e não andar com o Espírito Santo debaixo de Suas asas,as coisas não mudarão!

O Ministério Mais que amigos nos deu em palavra cantada que nós cremos que a nossa vida dará uma virada e já não haverá tristeza,rancor se com Cristo estivermos agarrados.

Para falar disso devemos ver onde a sociedade está agarrada, e para falar disso o nosso querido Chiquinho fala sobre princípios, valores e a liberdade do bem comum.

Precisamos ser pessoas capazes de saber argumentar, falar.Hoje as pessoas estão muito manipuladas por vias de acesso tecnológico como TV e internet e é papel dos pais desde cedo dar aos filhos os princípios.
Com a questão da igreja,pessoas querem as “igrejas” sejam simplesmente são adequadas ao seus pecados.Querem viver de forma fácil,simples.Mas as coisas não são assim no catolicismo.Ser católico é ser anormal!É muito difícil. É necessário termos em nossas vidas o nosso reconhecimento diante da igreja, ela NÃO vai mudar o seu jeito de ser para se adequar aos seus pecados.

É necessário sermos fiéis que sabem usar a fé e a razão.Tudo em um limite equilibrado.É necessário termos discernimento.É necessário termos valores e nos conhecer!

E que você que está lendo possa dizer o mesmo ao Senhor:”Eu e minha casa serviremos ao Senhor!”
E para finalizar,sabe do que nós precisamos?… pense

“A nossa Época tem necessidade de SABEDORIA”

( Aline de Oliveira)

E não para por aí pessoal!!
Hoje tem mais a partir das 19 hrs com o terço,louvor e a pregação que tem como tema ” Não  cometerás Adultério”(Ex 20,14) Com a participação do nosso querido Flávio Felisberto Nori.
Aguardamos vocês e a sua família!

Semana de evangelização – Igreja Doméstica – Didio e Luciana

Começamos nessa terça, dia 24 com o fogo do céu e meditando o Santo terço dolorosos e com pautas sobre as nossas faltas com o Senhor, mas também lembramos que a sua misericórdia é maior que os nossos pecados e por isso clamamos com o louvor: “Poderoso Deus e Rei,libera a tua unção de cura neste lugar” e com força pedimos para quebrar todas as muralhas,tudo que nos impede de buscar a santidade.E para isso chamamos mais uma vez a força do alto o Espírito que nos une e dá coragem de combater o bom combate revestido da Esposa Virgem Maria,e com os nossos animadores refletíamos que muitas vezes temos tantas preocupações com as estruturas,com o material,mas irmão ou irmã que está lendo esse artigo: você está se preocupando com o Espírito?Outro detalhe,será que você tem se preocupado mais em ter uma casa do que um lar?
Para refletirmos sobre a busca e o fortalecimento o Didio e a Luciana nos falou sobre os sacramentos e a busca desta igreja doméstica que vem de dentro da casa para a comunidade.

Desde sacramento do batismo, que nos adentra do projeto do nosso Senhor para a salvação, o sacramento do matrimônio é o maior projeto de família, e é onde nos dará o Corpo de Cristo, e de onde surgirá os sacerdotes à serviço da humanidade.

O homem juntamente com a mulher formam a união sob  forma somente um corpo, chamado de ser uno.

O matrimônio é mais do que fazer a pessoa que está ao lado feliz, como também deve ser visto como um Dom de Deus, um dos mais lindos.

( Aline de Oliveira)

E hoje tem mais pessoal!

Com o tema:

Pregação: ”A participação na vida social.” “O bem comum de toda a família humana pede ma organização da sociedade internacional.” CIC 1927, com a Participação do nosso querido Chiquinho.

Inicia-se às 19hrs com o Santo terço ministrado pela Pastoral da Crisma,seguido de louvor e a pregação.

Venha e traga sua família!
Deus espera por todos vocês.

Semana de evangelização – Honrar Pai e Mãe – Neno

Ontem, 23 de Janeiro, foi o segundo dia da semana de evangelização em nossa paróquia que tem por tema “Que nenhuma família comece em qualquer de repente”.

Iniciou-se com o Santo terço, contemplando os mistérios gozosos e oramos pelas nossas famílias.

Logo após tivemos a acolhida, que nos deu uma palavra viva ao dizer:“Que realmente temos problemas,muralhas e muitas vezes vemos mais os problemas,as dificuldades do que as soluções.Fechamos nossa visão que não consegue mais enxergar o caminho,porém,vale sempre lembrar que com o joelho no chão a família é erguida, e que nada para Deus é impossível de se realizar”.

E mesmo que o resultado não for instantâneo, esperar, regar as sementes do Amor, do respeito e fazer da sua casa um lar, pois todas as sementes devem passar pelas estações até chegar o momento de recolher o mais belo fruto.

E cada qual tem uma estação diferente, o seu despertar e por isso louvamos em seguida ao Senhor, para que assim ele derrame seu Espírito para jorrar água viva sobre cada semente, para cada ser no nosso lar e possa ser renovado por esta força do alto e com o canto bem forte dissemos: “Senhor, contamos contigo para que quando nossa família estiver fraca, a Sua força possa nos levantar e restaurar, acalmando o nosso coração.”

Refletíamos com o Neno,que fez a pregação do 4° mandamento( Honrar Pai e Mãe).Nos apontou a importância individual dentro da família.Muitas vezes vamos para as Santas Missas,comungamos e esquecemos de ser luz na nossa casa,a luz que recebemos guardamos simplesmente e exclusivamente a nós.

E nos ajudou a refletir que muitas vezes estamos com nossos pais e não estamos ao mesmo tempo, pois preferimos outras coisas como internet, que ocupam tanto o nosso tempo. Quando ficamos mais velhos, começamos a reclamar do tempo perdido, das coisas deixadas pra trás.

Não é bom termos em mente a honra dada aos nossos pais como uma obrigação e sim uma norma de sobrevivência, pois o próprio Senhor nos diz em sua palavra que para se prolongar os nossos dias assim. E vale lembrar também que não é porque os pais não dizem um “Eu te amo”, que eles não amam. É necessário entender também o modo no qual eles foram criados. Ensinar a eles é muito válido, pois nunca é tarde para se aprender, e isso poderá sustentar gerações e cabe a nós decidir o passo que será dado, passará da herança? Que você decide?Cabe você escolher, nós escolhermos.

(Aline de oliveira)

A Paróquia de Todos os Santos convida você,para estar conosco no nosso terceiro dia da semana de evangelização que se inicia com o Santo terço às 19 hrs ministrado pela Pastoral da Família.

Teremos como reflexão: ”O sacramento do matrimônio” “O lar cristão é o lugar em que os filhos recebem o primeiro anúncio da fé. Por isso, o lar é chamado, com toda razão, de Igreja doméstica, comunidade de graça e de oração, escola das virtudes humanas e da caridade cristã.” CIC 1666

Com a participação do Didio e Luciana.

Venha e traga sua família,Deus espera por vocês!

Milagres:Manifestação do amor libertador de Deus

Podemos definir o milagre como “manifestação do amor libertador de Deus” que intervém na história e na natureza humana.

Em I Sm 1,9-20, encontramos o relato sobre uma mulher chamada Ana que clama a Deus por um milagre: um filho. Sua oração é simples e cheia de confiança, seguida de uma promessa igualmente simples, a de consagrar o seu filho a Deus (Cf. I Sm 1,11). Este filho é Samuel, aquele “que ouvir a Deus”, nascido de um milagre e que será constituído profeta do Povo de Deus.

Ana ao se colocar diante do Senhor e ao pedir-lhe o milagre da maternidade compreende duas coisas que servem de ensinamento a todos nós:

1º. Deus tem sua parte na vida de cada homem, ou seja, Ele pode entrar, intervir, agir quando e como quiser; a força de Deus pode e tudo pode, mesmo diante da fraqueza e dúvida do homem.

2º. Um “filho” é sempre obra, benção de Deus, e por isso deve voltar a Deus – Eis a razão porque Ana consagra seu Filho ao Senhor.

Na vida de cada um de nós existe a parte de Deus e a nossa parte. É utilizando-se de sua parte que Deus realiza em nós os seus milagres diários e em nossa parte compreendemos que a história de cada um começa antes de existirmos, na esperança de quem nos desejou e esperou. Por isso é que se diz que o Amor de Deus e dos pais estão na origem de toda vida humana.

Jesus tinha o costume de ensinar na Sinagoga, e Marcos afirma em sua narrativa que Ele causava grande admiração, pois seus ensinamentos eram baseados na Escritura e em sua autoridade que provinha do próprio Deus, portanto de origem divina (Cf. Mc 1,21-22).

Mais espanto e admiração se causava quando Ele realizava “milagres e sinais”. O mesmo evangelista nos conta que um homem possuído por um espírito impuro o reconhece como Santo de Deus, o Messias. Jesus o domina e o expulsa do homem. Então se espalha “a fama” de Jesus por toda a Galiléia.

É preciso ter cuidado aqui. Jesus não é milagreiro, mas o Senhor dos milagres. Ele não os realiza simplesmente para provar que Ele pode ou chamar a atenção para si. Ele o faz por dois motivos:

1º. Fundado no ensinamento novo que veio trazer e com a autoridade divina que o Pai lhe deu.

2º. Como manifestação do seu amor que liberta, cura e transforma o homem.

A autoridade de Jesus é dada por Deus Pai, vem do alto. Esta autoridade reconhece os homens e até os demônios. É a autoridade do Filho de Deus, nosso Salvador que nos atrai à sua Presença, ao qual adoramos não por temor ao seu poder, mas porque Ele nos ama e nos liberta e nós, de espontânea e livre vontade acolhemos sua Palavra na certeza de que esta é a norma da nossa vida, a fonte de todas as graças, bênçãos e milagres que Ele continua a realizar todos os dias em nosso favor.

Sem. Rodolfo Marinho de Sousa

1º Semana de Evangelização

“Que nenhuma família comece em qualquer de repente…”
De 22 a 28 de janeiro de 2012 a partir das 19h no Santa Emília
Convidamos você e toda a sua família para participar junto conosco nesta semana de muita alegria. Com missa, adoração, terço, louvor e pregação. Deus te espera.
Abertura dia 22/01 ás 18hrs com a Santa Missa.

 

Lembrete

  • Inscrições da Catequese/Crisma nos dias 21 e 29 de janeiro das 8h ás 11hrs no Salão da Comunidade de Santa Emilia.

Levar cópia de certidão de nascimento,batismo e comprovante de residência.Para aqueles que irão se inscrever para o crisma levar também o de 1° comunhão,caso tenha esse sacramento.

Equipe

PasCom