Maria: Serva do Amor

 

“No terceiro dia, houve um casamento em Caná da Galileia e a mãe de Jesus estava lá. Jesus foi convidado para o casamento e os discípulos também. Ora, não havia mais vinho, pois o vinho do casamento havia acabado. Então a mãe de Jesus lhe disse: ‘Eles não tem mais vinho’. Respondeu-lhe Jesus: ‘Que queres de mim, mulher? Minha hora ainda não chegou’. Sua mãe disse aos serventes: ‘Fazei tudo o que Ele vos disser’. Havia ali seis talhas de pedra para a purificação dos judeus, cada uma contendo de duas a três medidas. Jesus lhes disse: ‘Enchei as talhas de água’. Eles as encheram até  borda. Então lhes disse: ‘ Tirai agora e levai ao mestre-sala’. Eles levaram. Quando o mestre-sala provou a água transformada em vinho – ele não sabia de onde vinha, mas o sabiam os serventes que haviam retirado a água – chamou o noivo e lhe disse: ‘Todo homem serve primeiro o vinho bom e, quando os convidados já estão embriagados serve o inferior. Tu guardaste o vinho bom até agora!”

Jo 2, 1-10

 

Neste trecho bíblico vemos a narração do primeiro milagre de Jesus narrado no evangelho de São João. Aqui temos uma das mais belas retratações da disposição de Maria em ajudar. Maria sabia da falta do vinho porque justamente naquela festa ela estava servindo aos demais, auxiliando. Para nós este é um grande exemplo de humildade e doação de amor, “Quem quiser ser o primeiro que seja o último”.

Maria por ser a mãe do senhor, poderia normalmente tomar atitudes diferentes desta. Sendo a mãe do Salvador ela poderia se vangloriar, e se achar tão importante a ponto de não precisar ajudar mais aos outros, pois sendo a mãe do Salvador já tinha alcançado a “glória na terra”. Antes, porém, preferiu ser sempre um modelo de serva e escrava do Senhor, servindo aos mais necessitados, como em sua visita a prima Isabel, como narrado no evangelho de São Lucas 1, 39-45. Seu belo exemplo de disponibilidade e acolhimento da vontade de Deus, já demonstrada em Lucas 1, 26-38 na Anunciação, repete-se agora em uma festa de casamento.

Outro aspecto muito importante nesta passagem é o clamor de Maria para Jesus seu filho, que a chama de Mulher, pois ela é muito mais que sua mãe, ela é A MULHER exemplo perfeito de Mãe e serva fiel de Deus. Segundo Angel L. Strada em seu livro Maria: um exemplo de mulher, as expressões : “que queres de mim” e “mulher” usadas por Jesus, de maneira alguma representam uma rejeição brusca e impessoal da parte de Jesus com Maria, embora no primeiro momento soem assim. A grande dificuldade neste momento entre Jesus e Maria é que ela num gesto de caridade e compaixão com a situação dos seus semelhantes interpela a Jesus antecipar os planos do Pai. Como o próprio Jesus esclarece em seguida dizendo: “Minha hora ainda não chegou”.

Assim Jesus mostra que não está atordoado por Maria lhe pedir algo, mas por aquela Mulher representando todo aquele povo, vir solicitar algo pra Ele, num momento em que não deveria agir. Ora a vida de Jesus é guiada pela vontade do Pai, que o conduz até um acontecimento culminante: sua morte e ressureição. Ali realizará a transformação definitiva do homem e  selará a Nova e Eterna Aliança. Não está em suas mãos adiantar essa “hora”. É o Pai quem a determina.

O mais importante é que a partir desta fala Maria aparecerá em diversos momentos com Jesus, mas não dirá uma palavra sequer, pois a orientação maior de Maria aos servos, que hoje somos nós, é a mais rica possível: Fazei tudo o que Ele vos disser. “Maria não mais falará, já disse o essencial. [...] Como “Mãe” na Igreja, ora e intercede para que seus filhos abram incessantemente o coração às palavras sérias mas libertadoras, do Senhor Jesus. Pois são ‘Palavras de vida eterna’ (Jo 6,68).” (Cf. Livro Maria em Caná e junto à Cruz de A. M. Serra.)

Hoje, os servos das bodas somos nós. Teremos a coragem de acolher seu convite? Sejamos, pois, corajosos para tomarmos Maria como nossa Mãe, e assumir de fato suas poucas, mas essenciais palavras que nos orientam como seguir o Cristo. Neste mês de Maria rendamos graças às bênçãos que Maria tem derramado sobre seus filhos e filhas e por sua poderosa intercessão junto a seu Filho por nós.

Maria, mãe da Igreja.

Rogai por nós.

Seminarista Marcell Santiago

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: